Demissões continuam na afiliada da Record TV, em Alagoas

greve pscom

 

Já chega a quatorze o número de profissionais demitidos na TV Pajuçara, afiliada da Record TV, em Alagoas. As demissões começaram ontem com a saída de nove jornalistas, entre repórteres de texto, editores, repórteres cinematográficos e apresentadores. Hoje, mais cinco profissionais foram desligados da emissora. Todos participaram da greve da categoria contra a redução salarial de 40% e perda de outros benefícios.

Quase todos os profissionais estão ligados à apresentação ou reportagem, como é o caso de Lucas Malafaia, que começou a trabalhar na casa em 2005, quando ainda era estagiário. Nathália Lopes, que era repórter e depois da greve foi rebaixada para produção, também foi desligada hoje da emissora.

A produtora Gésia Malheiros, uma das mais antigas, com mais de 23 anos dedicados à emissora, também saiu. O repórter e radialista Alberto Lima, dos programas policiais, e o repórter cinematográfico Janilton da Silva, também foram desligados.

Quando começou

As demissões na TV Pajuçara começaram na tarde de ontem (5). O primeiro a receber a notícia foi Gernand Lopes, apresentador do Fique Alerta, programa responsável pelo maior faturamento da emissora. Outros profissionais do telejornal “Pajuçara Noite”, também foram demitidos, como os âncoras do telejornal, Juliana dos Anjos e Alberto Fonseca. A justificativa dada na hora da demissão para os funcionários foi o término do programa, mas todos os demitidos participaram da greve dos jornalistas, que ocorreu no mês passado.

As quatorze demissões na TV Pajuçara aconteceram pouco mais de um mês após os desligamentos na TV Gazeta, afiliada da TV Globo em Alagoas, que demitiu 15 profissionais no dia 4 de julho. Para o Sindicato dos Jornalistas de Alagoas, que já está tomando todas as providências, as demissões foram discriminatórias por causa da participação dos profissionais na greve da categoria contra uma proposta de redução de 40% do piso salarial e perda de outros benefícios.

 

Nota de Repúdio

Com a onda de demissões, os professores do curso de jornalismo da Universidade Federal de Alagoas emitiram uma nota de repúdio ao Pajuçara Sistema de Comunicação, da qual a TV Pajuçara faz parte. Na nota os professores dizem que as demissões são “contra o exercício qualificado e amplo do jornalismo, elemento fundamental na preservação dos direitos humanos e da democracia”.

 

Veja a nota completa abaixo:

“Os professores do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Alagoas, abaixo assinados, vêm a público manifestar solidariedade aos jornalistas demitidos pelo Pajuçara Sistema de Comunicação – PSCom.

As demissões aconteceram ontem e hoje, 05 e 06 de agosto de 2019, pouco mais de um mês após o encerramento da greve dos jornalistas do estado de Alagoas, motivada pela proposta das empresas de comunicação de reduzir o piso salarial da categoria.

 

O PSCom se junta, dessa maneira, à Organização Arnon de Mello, perseguindo os profissionais que se opuseram à perda de suas garantias trabalhistas e  à retirada de direitos. Nesse sentido, repudiamos veementemente as demissões desses profissionais.

Vale lembrar que o jornalismo brasileiro atravessa tempos sombrios e que os profissionais de imprensa, juntamente com os professores do ensino público, foram escolhidos como inimigos do país pelo governo autoritário e truculento, que ora ocupa o Palácio do Planalto.

Não bastassem as demissões, o PSCom anuncia o fim de seu telejornal diário, Pajuçara Noite, privando a sociedade alagoana de relevante e reconhecida produção jornalística, reduzindo ainda mais a diversidade de informações na TV alagoana.

As demissões em massa compreendem, assim, mecanismo extremamente perverso não só contra os profissionais que perderam seus postos de trabalho, como também contra o exercício qualificado e amplo do jornalismo, elemento fundamental na preservação dos direitos humanos e da democracia.

 

 

Maceió, 06 de agosto de 2019.

 

JÚLIO ARANTES AZEVEDO

LÍDIA MARIA MARINHO DA PUREZA RAMIRES

JANAYNA DA SILVA ÁVILA

CARLOS ALBERTO SARMENTO CAVALCANTI DE GUSMÃO

RONALDO BISPO DOS SANTOS

MAGNÓLIA REJANE ANDRADE DOS SANTOS

MÉRCIA SYLVIANNE RODRIGUES PIMENTEL

RUY MATOS E FERREIRA

RICARDO COELHO DE BARROS”

About the Author: sindjornal

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *